3 de junho de 2013

Bonito: check in, Balneário Municipal e restaurante Casa do João

E damos início, finalmente, a um novo roteiro... Bonito, Brasil!

Começo dizendo que o nosso Brasil é lindo demais, gente. A gente viaja tanto, conhece tanto lugar e tão pouco do nosso próprio país! Mas espero, com este roteiro, incentivar a todos a conhecerem mais do nosso Brasilzão!

Bom, pra começo de conversa vou contar um pouco sobre como essa viagem caiu de paraquedas no meu colo. Depois de eu ter postado aqui no blog sobre uma pesquisa que eu havia feito sobre Bonito, resolvemos torná-la realidade e fazer o roteiro pra vocês aqui no blog! Apesar do pouco tempo pra planejar tudo deu muito certo (quase tudo!) e curtimos demais cada passeio... Vou detalhar um pouco sobre o passo a passo da viagem.

✈ Transporte
As passagens ele adquiriu pela Gol e saíram em torno de R$230 ida e volta... mas para Campo Grande. A Azul te leva direto a Bonito mas por uma bagatela de aproximadamente R$1200, rs. Vale mais ir a Campo Grande e fazer como fizemos: alugar um carro.

Estrada de Aquidauana

A vantagem é grande e visível quando você soma o valor do transfer que você vai pagar de Campo Grande a Bonito e do seu hotel a todos os passeios, sem contar a liberdade de sair a vontade de carro pra onde quiser. Mas calma, vou deixar tudo isso bem explicadinho...

Alugamos o carro com a Thrifty que foi uma ótima opção. Ela fica na mesma avenida do aeroporto de Campo Grande e foi tudo muito tranquilo pro aluguel. É necessário um caução, pagamos o dobro do valor, que foi estornado quando devolvemos o carro. Chegando ao aeroporto de Campo Grande, fomos recebidos pelo funcionário da empresa de aluguel, que nos levou até a empresa para acertar os contratos e podermos partir para Bonito.





Antes de sairmos perguntamos ao moço da locadora sobre a estrada onde dava pra ver um monte de bichos (eu havia lido isso na internet). Ele nos indicou num mapa que ele imprimiu, a estrada que passa por Miranda e Aquidauana, que seria a que passa por dentro do ecossistema do Pantanal e apresenta maior variedade de bichos, apesar de ser a mais longa. Ele, inclusive, nos alertou com relação à velocidade pois era grande o número de acidentes nessa estrada envolvendo animais silvestres. Não sei dizer se foi por causa do sol muito forte ou então se não tinha mesmo, mas não vimos UM bicho vivo, só um monte de carcaças pela estrada. Como em um dos passeios mais pra frente no roteiro, vimos animais em ambientes com mais sombra, ou mais ao entardecer, acredito que não demos sorte por causa do sol escaldante mesmo. Recomendo, então, usar a estrada que vai por Nioaque, Sidrolândia e Jardim, mais curta e rápida.

Estrada que usamos pra chegar a Bonito. 

A estrada, no entanto, não foi um problema e foi bem divertido dirigir até Bonito. Nosso vôo chegou a Campo Grande às 8h30 (lembrando que na região temos 1h a menos do que o horário de Brasilia) e por volta de 12h30 estávamos em Bonito (paramos para tomar um café no meio do caminho).


✈ Agências de Turismo
Com o tempo que tivemos pra planejar (menos de 1 mês), fomos enviando emails a todas as melhores agências de Bonito, recomendadas por sites, blogs e por amigos. É necessário saber que os valores de passeios são tabelados em todas as agências e só é permitida a entrada no passeio com a presença de um guia cadastrado pela prefeitura! Não se deixem enganar por guias ou agências falsas que te ofereçam preços mais baratos ou muitas facilidades... não é assim que funciona em Bonito!
Entramos em contato com a Bonitur, a Bonito Way, agência Sucuri e agência Beija Flor. Vou falar um pouco sobre o que achei de cada uma:
- a Bonitur foi prestativa porém nada além do comum, respostas rápidas e pouco atenciosas.
- a Sucuri foi com muita sede ao pote, respondeu pouco e quis o dinheiro logo. A insistência para fechar, sem tirar nossas dúvidas já excluiu a agência.
- a Beija Flor quase não se importou em responder as dúvidas e também logo queria fechar, deixando para acertar os detalhes pessoalmente, tempo que não teríamos. Eliminada!
- e por fim a Bonito Way, melhor agência! Fomos respondidos sempre pela Valquiria que foi  muito atenciosa, respondeu por volta de 15 emails, sempre com muita paciência e adaptando o roteiro da melhor forma. Mudou o roteiro várias vezes ao nosso gosto e sem ficar insistindo pelo pagamento. No fim, fechamos com ela, claro. Pra fechar foi necessário o depósito de 30% do valor total, como sinal. O resto foi pago pessoalmente.

✈ Chegada
A primeira parada foi, claro, na pousada. Escolhemos a Pousada São Jorge por conta do preço e localidade: pagamos 70 reais a diária pro casal, sendo a pousada na avenida principal de Bonito. No geral a pousada é ótima! O que pode incomodar a algumas pessoas é o mofo nas paredes... mas fiquem tranquilos! Na semana seguinte à nossa hospedagem eles fariam uma reforma geral na pousada e esse problema deve ser solucionado. De resto, tudo perfeito. Quarto limpo, toalhas limpas, simpatia, ar condicionado potente e café da manhã muito bom! Outra questão: o estacionamento. Cabem 8 carros e muitas vezes é necessário pedir para que o de trás retire o carro para sairmos, o que pode ser um incomodo, principalmente nos passeios que saem mais cedo.

Depois de instalados e com todas as informações em mãos, partimos para fazer o check in na Bonito Way. Acreditando que a agência também fosse na avenida principal, fomos a pé e nos arrependemos. A agência fica no fim desta avenida principal, que não é longa, mas cansativa pra quem dirigiu 4h seguidas, rs! Entrando, conhecemos a Valquiria que nos atendeu por email e fomos conferir o roteiro e realizar o pagamento. Novamente ela foi MUITO atenciosa e tirou todas as duvidas que ainda restavam. Como eram 15h e não queríamos perder o sábado a toa, ela nos recomendou a ida ao Balneário Municipal, que não havíamos colocado no nosso pré roteiro pois eu já havia lido que o Balneário era de fácil acesso e não muito atrativo. Pra terminar de curtir aquela emoção da chegada, nos trocamos e fomos de carro ao balneário.

✈ Balneário Municipal
Loc: 6,4km do centro
Preço: R$15,00 por pessoa
Atrativo principal: nadar no rio Formoso com peixes
Mosquitos: sim, muitos, exagere no repelente!


O Balneário Municipal funciona como um 'clube' local. Só que sem toboáguas e escorregadores e com rio natural e peixes! É uma ótima experiência inicial pra quem nunca fez flutuação com os peixes e com o uso do snorkel.

Regras do Balneário

Depois de estacionar basta aproveitar o local! Há 3 lanchonetes à disposição, duas delas alugando equipamentos pra flutuação. Escolhemos a do meio por conta da simpatia dos atendentes. O preço do snorkel é R$3,00 e o do colete salva vidas é R$5,00 a hora. Se quiser pode também adquirir ração para atrair os peixes, por R$1,00 (mas ganhamos de cortesia batendo papo com os atendentes!).

Peixes no rio
Escadas de pedra para curtir o balneário


É possível entrar no rio diretamente pelas escadas de pedra ou então subir por trás dos restaurantes e descer o rio flutuando até onde ficam as escadas. A experiência foi boa porque, eu, por exemplo, nadei por muitos anos da minha vida porém nunca havia feito flutuação em correnteza. Ao entrar a água estava muito fria e o snorkel (que não era de tão boa qualidade) embaçou, impedindo a visão. Ao mesmo tempo o salva vidas jogava ração para os peixes nadarem perto da gente. O conjunto do frio + não enxergar + peixes se debatendo me deu uma assustada e eu acabei me desesperando um pouco, rs. Logo já encontrei o equilibrio, consertei o snorkel e aí pude curtir tranquilamente. Mas foi ótimo ter passado por isso pra ter a experiência inicial antes das flutuações de verdade (rio Sucuri, rio da Prata e Aquario Natural).

Curtimos o resto do dia tirando fotos e testando a DartBag que compramos pra esta viagem. Ela não deixou nada a desejar, funcionou super bem em todos os passeios, exceto no mergulho da Lagoa Misteriosa no qual ela não suportava a profundidade. Antes de irmos embora pudemos tirar fotos com araras azuis que estão acostumadas a comer girassóis dados pelo pessoal de balneário.





Neste dia queria jantar num lugar muito bom pra comemorar a chegada. Não queria gastar muito com jantar nos outros dias e por isso, nos recomendaram a Casa do João pro jantar top da noite de sábado. E não deixou NADA a desejar! O ambiente é delicioso, luz baixa e clima agradável. E os pratos então, de dar água na boca! Infelizmente é caro, mas vale cada centavo! Os pratos são todos bem servidos, sendo os mais caros os de jacaré ou peixes! Como não sou muito de peixe, pedi um filet mignon ao molho mostarda ma-ra-vi-lho-so... e valeu a ida ao restaurante.

Restaurante Casa do João

Filet Mignon ao molho mostarda
O que achei bem legal foi a visita do João, dono do restaurante, à cada mesa, conversando e perguntando se tudo estava em ordem. A noite foi muito boa, porém o cansaço era grande e capotamos de dormir para, no dia seguinte, acordar às 5h para o próximo passeio, que conto no nosso próximo post!

Pra quem segue a gente no Instagram @viagensdicaseblablabla já pode ver fotos variadas da viagem de Bonito, além de todas as das outras viagens!

E aí, o que acharam do primeiro dia em Bonito? Deixa sua opinião nos comentários aqui ou no Facebook!

Beijocas!

3 comentários:

  1. Laura Farkuh03/06/2013 18:42

    Eu gostei muito, Natalia! Costumo ler o seu blog e há tempos estou pra te falar que gosto muito e dar os parabéns...já estou esperando pra saber como foi o resto do passeio, hahaha. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura, muito obrigada pelo elogio e por visitar sempre o blog, isso significa muito pra mim! Ainda esta semana postarei mais um dia de viagem a Bonito! Um beijo e muito obrigada!

      Excluir
  2. Estou sonhando com minha viagem vendo suas fotos! Seu blog é muito bom mesmo, completíssimo. Obrigada pelas dicas. Bjos

    ResponderExcluir

Você poderá gostar de...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...